Estou entusiasmado com o padrão ePub (mais informações no Viva O Linux) e agora me deparo com esta  notícia:

A máquina chinesa da clonagem de eletrônicos não dorme no ponto. Que as “lojinhas” de gadgets mundo afora serão inundadas em breve com clones do iPad nas mais variadas cores e formatos ninguém duvida. Mas o que a maioria não esperava é que as primeiras cópias começassem a aparecer antes mesmo da chegada do original às lojas.

Encontrada pelo site Shanzai Ben e trazida à atenção do ocidente pelo Cloned in China, a máquina é baseada em um processador ARM não especificado, rodando a 600 MHz, acompanhado por 256 MB de RAM e entre 1 e 64 GB de espaço em “disco”, de acordo com o gosto (e bolso) do cliente.

O clone tem uma pequena melhoria em relação ao original: a tela de 10 polegadas tem proporção widescreen (16:9) em vez de 4:3, muito mais adequada para reprodução de vídeos. O sistema operacional é o Android, mas com uma tela inicial modificada a ponto de ser quase idêntica à versão do iPhone OS utilizada pela Apple.

O iPad “genérico” com tela de 10 polegadas deve chegar ao mercado (na China) em maio, com preço estimado em US$ 150. Antes disso, em abril, o fabricante desconhecido pretende lançar um modelo com tela de 7 polegadas, ainda sem preço definido.

Fonte: IG e Shanzai