Simulação do cerebro humano e algorítmos matemáticos

   Ao receber o vídeo abaixo do Marcelo Honda (obrigado), paralelamente chegava uma MSG via IRC do Yuri em Pequim onde mencionava uma sobre uma fórmula para GPU com Lapack de cálculo de ponto flutuante com e a simulação de 4.5% do cérebro humano . Pelo ponto de vista ideológico, atualmente acho regressão por parte da humanidade se preocupar tanto com leis de propriedade intelectual. Pois qualquer criação extraordinária hoje apresenta no máximo 5% de inovação tecnológica, sem contar que na minha opinião não existe roubo intelectual e abuso semântico.

https://ted.com/talks/view/id/1194

    Primeiramente o vídeo retrata e muito bem, que passou da hora transpor para fórmulas matemáticas a cultura mundial e comportamento do ser humano, cada vez mais estamos acelerados em termos de aprendizado. Mas na verdade não sabemos nada e somos muito lento no que tange a capacidade cognitiva. Para nós meros mortais que realmente estamos alguns dias, horas, minutos,  mili ou micro-segundos atrasados de alguns fatos, nos resta apenas utilizar de um recurso que quase ninguém utiliza nos nossos micros (à não ser para games), a GPU . Além de otimizar tempo, desafogaríamos as CPUs e por consequência minimizar todo um eco-sistema de consumo (Acho que todos da minha rede de relacionamento são loucos… OU NÃO!).

Documento da IBM que menciona várias simulações com animais: http://ww…..Bag.pdf
Fonte:
Yuri e Marcelo Honda
http://www….-cat-brain

ddd

3 comentários em “Simulação do cerebro humano e algorítmos matemáticos

  1. Olá,
    Acredito que não acreditas em direito de propriedade intelectual por nunca ter sido roubado em seu esforço intelectual, ademais, pergunto: Quem paga pela labuta do inventor? O vento? O estado corrupto que cria uma lei criminosa de roubo patentário (LPI 9279-96)? Ou as “nobres” empresas que cobram royalties por patentes roubadas de inventores individuais.
    Devido a essa lógica, nunca mais ninguém vai saber do que invento, e pode ter certeza, quem mais perde é o povo. Pois criatividade não se compra e nem surge do nada, e a multidisciplinaridade inerente a inventores (falo os de verdade e não “professores pardais”) não tem como ser dividida. Da mesma forma que a maioria não joga bola como neimares e ronaldos, pessoas comuns não sabem inventar, ou pagam pelo esforço alheio ou continuaram a sustentar empresas criminosas que “apagam” inventos que possam ameaça-las.
    Dessa forma acredito que devas estudar melhor sobre tal assunto.

    http://membres.libreopinion.com/br/vapera

    http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/8565

    Grato pela atenção

    1. Concordo apenas em partes, na minha visão particular, em pleno século XXI, devemos ponderar o direito de propriedade intelectual em termos mundiais.

      É um absurdo no meu parecer, a APPLE garantir a patente sobre do “deslize para desbloquear um celular…”

      Já em outros casos concordo com a proteção do inventor. Mas tudo tem que ser ponderado. Em primeiro lugar, na maioria dos casos, as mais geniais ideias tem no máximo 10% de inovação. Pois foram baseadas em outras tecnologia já existente.

      O Brasil precisa também obter mais eficiência/agilidade no tempo referente ao depósito de patentes e toda tramitação.

      Resumidamente o que aconteceria se o Brasil não quebrasse a patente de remédio contra a Aids? Para finalizar, quero deixar bem claro que pelo contrário, eu sou a favor da extinção da LPI 9279-96.

      Abraços

  2. Realmente se pegarmos o homem analfabeto e o Homem mente aberta,
    teremos dois algoritmos diferentes, porem no meio pode surgir o estalo em que voce confia na percepção que é o verdadeiro algoritmo, e ai há solução, pois emerge das profundezas do extinto humano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.