Em pleno século XXI as pessoas do mal estão deixando de olhar para grandes cofres e passaram a olhar para as informações. Como consequência, pessoas mal-intencionadas em posse de algumas informações  junto a sua identidade (que pode ser clonada facilmente) pode trazer grandes transtornos. Por isto me empenhei exaustivamente no desenvolvimento técnico do Certiface. Sabendo o perfil do usúario, costumes, com um CPF em mãos fica muito fácil obter crédito em nome de terceiros. A facilidade do mercardo proporcionar cartões de crédito torna este cenário mais caótico. Pois com alguns poucos dados, basta preencer um cadastro e apresentar para um funcionário novo com pouco experiência de vida (preferencialmente com menos de 21 anos). Com informação obtida de maneira escalar o processo avança em velocidades incríveis, pois o fraudador precisa utilizar o mais breve possível os dados válidos em mãos (até que o verdadeiro usuário tomem conhecimento).

“Ladrões de identidade podem usar um número de seguro social para obter seus benefícios médicos, fundo de garantia, seguro desemprego e até mesmo direcionar as acusações criminais para você quando eles tiverem problemas com a lei. As possibilidades são infinitas com a informação correta e um ladrão bem informado. Verificar nas agências de proteção ao crédito não vai mostrar se alguém estiver enfrentando acusações criminais usando seu nome, usando seu plano de saúde para financiar procedimentos médicos, ou criando um histórico fraudulento de trabalho, ao usar suas informações para trabalhar.”

    Fonte: Gizmodo Brasil

Vejam o vídeo a seguir (tutorial sobre falsificação) e entendam/conheçam o CERTIFACE (já mencionado neste blog). Pois é uma nova maneira para auxiliar o mercado no combate à fraude. Este produto foi desenvolvido junto a minha equipe com muito empenho e dedicação (obrigado a todos).