Utilizando algoritmos de detecção de esqueleto junto aos cálculos dos ângulos internos dos vértices, é possível identificar posições em tempo real e baseado na interpretação do comportamento. Assim disparando alertas sonoros e de mensagens, como também monitorar se o paciente caiu da cama ou ocorreu outro tipo de acidente.

O sistema de código aberto, estará disponível no portal de projeto do programa Intel Innovator quando concluído https://devmesh.intel.com/projects/nurse_please .

Primeiramente, deixo claro que neste post contem informações exclusivas sobre o meu ponto de vista, posso ter cometido alguns erro de interpretação e outros. Mas independente, não posso deixar de reconhecer a habilidade dos diretores e roteiristas pelo filme de 3 horas, pois é incrível como o filme prende a sua atenção durante todo desenrolar deste último episódio da saga.

Na minha interpretação, ocorreram algumas contradições baseadas na explicação sobre a viagem no tempo. Pois seguinte a explicação do professor Hulk, no MCU qualquer alteração do passado não altera esta realidade atual, e sim cria-se uma nova realidade paralela. Para os desenvolvedores, é muito similar uma branch do GIT que jamais sofrerá um merge. Sendo assim, cria-se uma nova realidade qualquer viagem, e os acontecimentos modificados em outras realidades não altera a realidade atual. Então NÃO deveria existir 2 escudos, pois o na realidade original o escuto do Capitão América foi quebrada pelo Thanos. São pontos não explicados que se tornam falhas dependendo da interpretação de cada um, ou seja 2 Capitão América na mesma realidade de tempo (o herói e um envelhecendo) e por consequência 2 escudos um quebrado e outro entregue ao falcão. Se a Nebulosa do passado voltou ao presente, não existia mais outra capsula com a partículas Pym, então como Thanos conseguiu avançar no tempo? A falta de explicação deste fato pode trazer interpretações como erro de roteiro.

Mas com esta lei de viagem no tempo imposta pela Marvel, o desaparecimento do Loki na segunda realidade onde o Tony Stark precisava pegar o Tesseract, deu origem para uma nova realidade o que justifica a série do Loki confirmada pela Disney.

Atribuíram muito poder para Capitã Marvel, no meu ponto de vista ela deveria possuir poder similar ao Thor e Hulk. Mas se partirmos do princípio que o próximo grande vilão será o Galactus, talvez faça um pouco de sentido tanto poder ser atribuido para uma única personagem.

Eu fiquei emocionado, com a possibilidade do abalo sísmico no oceano próximo Wakanda, pode ser uma cena proposital relacionado ao aparecimento de um novo heroi, pois são indícios ou possibilidade do surgimento no Namor. Pois no HQ Pantera Negra e Namor se confrontam. Pois a Marvel em 2016 recuperou os direitos  da Universal Pictures sobre o Narmor ‘PRINCIPE SUBMARINO’.

Sensacional a interferência entre os sistemas das Nebulosas do presente e passado, sem esta anomalia não seria possível a chegada de Thanos no presente. De uma maneira simples, o que ocorreu foi o efeito similar a sincronização da nuvem (simplesmente genial). A volta da Gamora não anulou/desvalorizou seu sacrifício em Guerra Infinita, ou seja, ela não voltou a vida e também não quebrou a regra da joia de alma, e sim colocaram a Gamora do passado em outra realidade.

Falando da joia da alma, durante a luta do Gavião Arqueiro e Viúva Negra, mostra o que falta muito nos dias atuais. O verdadeiro valor da amizade, eles não estavam lutando para quem morreria, o foco é para que o próximo visse uma vida feliz e normal. Um ponto importante, foi o fato dos vingadores se apoiaram na Viuva Negra, pois depois da morte do Thanos na realidade principal, ela coordenava as atividades de todos ao redor do mundo. Mas meu filho Guilherme teve uma interpretação bem interessante: Se o Capitão América devolveu a joia da alma para o Caveira Vermelha, será que a Viúva Negra voltou a vida? Assim justificaria a especulação do filme Solo da Viúva Negra (pois muitas pessoas não assistira uma saga de um heroína que morreu).

A criatividade transbordou no DJAVU dentro do elevador, foi demais, pois ao invés da pancadaria, o Capitão América conseguir o Cetro do Loki dizendo “Hail Hydra”, para demonstrar que também era leal à organização de origem nazista. Esta cena deixou claro que o Capitão América possui estratégia e inteligência proporcional a sua força e dignidade. O que tornou possível ergue o Mjolnir (Martelo do Thor), o que todos já imaginaram e uma das ocorrências foi no HQ de 1989 edição 390 dos vingadores.

No confronto Capitão América e Thanos. Quando o Thor e Homem de Ferro estavam abatidos, e somente ele estava em condições de ficar em pé, mesmo sem a menor possibilidade de vitória, ele encara o Thanos ignorando a diferença de poder. Isto me lembrou a cena do HQ em Guerra Infinita. As diferenças entre o escudo do filme e dos quadrinhos não pode deixar de ser mencionada, pois eu tinha dúvida se o escudo era indestrutível ou não. O escuto no HQ é composto de Adamantium, Vibranium e um outro material que não lembro o nome, nos filmes o escudo é composto apenas do material de Vibranium, onde sua principal característica é absorver impacto gerado pela energia cinética e vibratória.

Aplausos de pé para a inteligência do Tony Stark que conseguiu construir um dispositivo similar ao artefato denominado manopla do infinito. E mais espetacular é armadura Mark 85 contar com um sistema de remoção das joias do infinito da manopla. A morte de Tony Stark foi impactante demais, no seu funeral aparece um garoto, onde muitos acham ser a criança que apareceu em Homem de Ferro 3 (dando continuidade a usa saga ) . A Marvel deveria ter explorado os 14 milhões de finais analisado pelo DR. Estranho onde apenas 1 os vingadores venciam, então podemos entender que em apenas uma realidade o Tonk Stark morre e os demais ele vive feliz com sua família.

Por um lado não vi a revanche do Hulk nas porradas com o Thanos, mas na contrapartida ele suportou toda energia canalizada pela manopla que permitiu estalar os dedos e reviver todos os aniquilados em guerra infinita. Faltou exibição de força por parte do Hulk nesta nova fase mas tudo bem…

Para terminar acredito que Thor entrou para a saga de Guardiões da Galaxias para ajudá-los na trama em função da presença de Adam Warlock que inevitavelmente aparecera em na 3 edição do filme conforme o ultimo bônus. E Warlock que derrotou o Thanos nos quadrinhos, por ai dá para entender o potencial deste personagem, lembrando também que no HQ o Thor enfrentou o Warlock em função da Deusa SIF.

Neste teste laboratorial, a prova de conceito consiste em detectar colisões de veículos, chamar AUTOMATICAMENTE A POLÍCIA e AMBULÂNCIA e com o OCR de placa avisar OS FAMILIARES.

Nos testes como global Innovator Intel disponibilizo no vídeo a seguir, o excelente resultado referente ao uso da Inteligência Artificial sem poderosas GPU com a tecnologia OpenVINO da Intel. Ressalto que podemos utilizar as GPU de computadores modestos como também as novas VPUs.

Hoje é muito comum sistema de deep learning com inferência matemática para visão computacional utilizando técnicas de redes neurais convolucionais. Mas também é muito comum estes sistemas trabalharem com as poderosas GPUs. Neste artigo conheceremos o OpenVino, uma tecnologia da Intel que permite processar reconhecimento de objeto com 100 fps em processadores i5.

Então disponibilizo um artigo no Viva O Linux de como instalar e configurar a tecnologia OpenVINO da Intel.

Link na íntegra: https://www.vivaolinux.com.br/artigo/OpenVino-Inteligencia-Artificial-em-tempo-real-sem-GPU/

No dia 30 de março de 2019 acontece no Liceu de Artes e Ofícios, no coração de São Paulo, a edição do DevOps Tour 2019. O evento procura discutir além do ferramental, práticas e cases relacionados a adoção de práticas DevOps.

Os organizadores, Christiano Linuxmen e Eduardo Neves, destacam a importância de mostrar ao público caminhos que permitam as empresas conseguirem entregar softwares de modo mais eficiente, frequente, seguro e confiável. Além disso reforçar como a adoção da prática DevOps vem ajudando na transformação digital e na jornada para a cloud.


A expectativa é reunir cerca de 150 participantes, trazendo profissionais de mais alto impacto nacional e internacional para atender a crescente demanda sobre DevOps e, com isso, também despertar o interesse em que ainda não conhece ou que deseja aprofundar o conhecimento.

Mais informações – https://www.devopstour.com/saopaulo

O maior desafio no seguimento de visão computacional, processamento de imagem e inteligência artificial é anonimizar os dados presentes no vídeo processado (em tempo real ou armazenado)

Então se aplicarmos um pré-processamento com um filtro da invisibilidade, podemos remover as faces de usuário sem opt-in. Como também poderíamos delimitar áreas com e sem rastreabilidade e/ou identificação do usuário.

Uma vez que estes filtros são processados em tempo real junto alguns algoritmos, a anonimização é efetuada em tempo real. Dependendo do modelo da câmera, podemos aplicar o filtro do dispositivo de vídeo captura assim gerando o vídeo anonimizado a partir da fonte de captura.

Sendo assim, a seguir um vídeo com a PROVA-DE-CONCEITO para melhor avaliarmos o real impacto e funcionalidade.

Utilizando técnicas de visão computacional com a biblioteca OpenCV, foi possível criar o efeito do Manto da Invisibilidade do filme Harry Potter.

Ao captura do dispositivo de vídeo captura, foi armazenado o quadro base (sem pessoas ou objeto). Apos usa-se o algoritmo de detecção de cores para criar a mascará do pano em cor vermelha.

Agora com a cor detectada e com a máscara criada, geramos a saída final criando o efeito mágico. Em breve artigo no Viva O Linux, por enquanto, vejam o resultado no vídeo a seguir.

Este carnaval foi divertido. Pois além de passar com os filhos, foi possível desenvolver a imaginação com o MOD do Minecraft, no qual permite executar python e openCV em tempo real no jogo. Em breve artigo no Viva O Linux!

A seguir uma receita de bolo de como não sofre com o acesso ao celular android na plataforma Linux.

No exemplo a seguir, ao executarmos o comando ADB DEVICES, obtemos o seguinte erro:

$ adb devices
* daemon not running. starting it now on port 5037 *
* daemon started successfully *
List of devices attached 
????????????    no permissions

Para contorná-lo, primeiramente precisamos do ID do fabricante e do equipamento. Este conseguimos com o comando LSUSB com direitos de root.

#lsusb
Bus 002 Device 018: ID 2357:0601  
Bus 002 Device 001: ID 1d6b:0003 Linux Foundation 3.0 root hub
Bus 001 Device 004: ID 04f3:0903 Elan Microelectronics Corp. 
Bus 001 Device 003: ID 8087:0a2b Intel Corp. 
Bus 001 Device 002: ID 13d3:5694 IMC Networks 
Bus 001 Device 027: ID 22b8:2e81 Motorola PCS 
Bus 001 Device 001: ID 1d6b:0002 Linux Foundation 2.0 root hub

No meu caso é o Motorola, cujo ID do fabricante é 22b8, e ID do equipamento 2281. Agora com estas informações em mão, adicione o seguinte conteúdo no arquivo /etc/udev/rules.d/51-android.rule

SUBSYSTEM=="usb", ATTR{idVendor}=="22b8", ATTR{idProduct}=="2e81",
MODE="0666", GROUP="plugdev", SYMLINK+="android%n"

Agora execute os comando abaixo para carregar as novas regras de dispositivos.

 # adb kill-server
# /usr/bin/udevadm control --reload-rules
# /usr/bin/udevadm trigger

Pronto! Mas se ocorrer também o erro a seguir, apague o conteúdo da pasta ~/.android

$ adb devices
* daemon not running. starting it now on port 5037 *
* daemon started successfully *
List of devices attached 
0029758131      unauthorized

A seguir a grade de atividades no espaço da comunidade OWASP SP na Campus Party 2019. ATENÇÃO, a OWASP SP proporciona um CÓDIGO DE DESCONTO: #OWASPCAPITULOSP e ganhe um desconto de R$ 50,00 no ingresso sem camping! Ao efetuar a compra utilizem o CÓDIGO ACIMA… Não percam…

Mesa redonda: O que vc precisa saber para entrar na área de segurança da informação
13 de Fevereiro de 2019 às 11:45
Palestrantes:
Paula Papis
Paula Rodrigues
Fabio Sotto
Carolina Bozza

Implementando Segurança em IOT
13 de Fevereiro de 2019 às 15:00
Palestrante: Luiz Blanes

Como a falta de conhecimento pode expor a sua empresa
13 de Fevereiro de 2019 às 16:00
Palestrante: Gustavo Licht

OWASP TOP 10 para QA´s e Como isso pode ajudar na Governança de Dados e Compliance
13 de Fevereiro de 2019 às 17:00
Palestrante: Alessandra Monteiro Martin

Cloud Security
13 de Fevereiro de 2019 às 17:45
Palestrante: Flavio Pimenta

Cenário de Cibercrimes Brasil
13 de Fevereiro de 2019 às 19:00
Palestrante: Cyllas Elia

Indo além do Pentest
13 de Fevereiro de 2019 às 22:00
Palestrante: Anchises Moraes

Como Hackear TUDO!
14 de Fevereiro de 2019 às 11:00
Palestrante: Luckas Andre Farias

Desenvolvimento de Código Seguro e Antifrágil
14 de Fevereiro de 2019 às 15:00
Palestrante: Walter Neto

Node.js Security: Anatomia de uma falha grave
14 de Fevereiro de 2019 às 16:00
Palestrante: Igor França

Attack vs. Defense: real time security protection
14 de Fevereiro de 2019 às 17:00
Palestrante: Thomás Capiotti

Criptografia não salva. Mas mata.
14 de Fevereiro de 2019 às 17:45
Palestrante: Roberto Gallo

Usando Ansible para Orquestração de Segurança e Conformidade
14 de Fevereiro de 2019 às 19:00
Palestrante: Alexandro Silva

Proteção da propriedade intelectual nos projetos de inteligência artificial
15 de Fevereiro de 2019 às 11:00
Palestrante: Patricia Peck

Computação quântica: o futuro da segurança
15 de Fevereiro de 2019 às 11:45
Palestrante: Inês Brosso

Segurança em Redes IoT e Satélites
15 de Fevereiro de 2019 às 16:00
Palestrante: Lucas Teske

Secure Code Review
15 de Fevereiro de 2019 às 17:00
Palestrante: Fernando Galves

OWASP Mobile Top 10
15 de Fevereiro de 2019 às 19:00
Palestrante: Alessandro de Oliveira Faria

Vault x Conjur – Protegendo sua nuvem
16 de Fevereiro de 2019 às 11:00
Palestrante: Erick Cyberark

Dados, seu principal ativo
16 de Fevereiro de 2019 às 12:00
Palestrante: Ana Luca

Painel LGPD
16 de Fevereiro de 2019 às 15:00
Palestrante:
Patricia Pinheiro
Sylvio Henrique Neto

As tecnologias disruptivas são visualizadas como inimigo do ser humano, ou seja é encarada como ladrão de emprego. Mas na minha apresentação venho mostrar um novo ponto de vista, as tecnologia disruptiva a serviço da humanidade

E mais uma novidade! além da palestra “INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL A SERVIÇO DA HUMANIDADE!” na CPBR12, o Assunto Nerd disponibiliza o código de desconto #CABELONACAMPUS . Ao efetuar a inscrição utilize este CÓDIGO DE DESCONTO e ganhe um desconto de R$ 50,00 no ingresso sem camping! Não percam

E mais uma novidade! além da palestra “INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL A SERVIÇO DA HUMANIDADE!” na CPBR12, o Assunto Nerd disponibiliza o código de desconto #CABELONACAMPUS . Ao efetuar a inscrição utilize este CÓDIGO DE DESCONTO e ganhe um desconto de R$ 50,00 no ingresso sem camping! Não percam

Horário: 13 de Fevereiro de 2019 às 12:45 : https://campuse.ro/events/campus-party-brasil-2019/talk/inteligencia-artificial-a-servico-da-humanidade-cpbr12/

Link para comprar os ingressos: https://brasil.campus-party.org/cpbr12/ingressos

Arquivo

Statísticas

  • 624.586 Acessos

ATENÇÃO!

 °v° USE A FORÇA,
/(_)\ LEIA OS FONTES !
 ^ ^

openSUSE 11.4