Arquivo da categoria: Dicas Linux

openSUSE: cudaGetDeviceCount returned 999

Dicas NERD!

Se precisa executar os códigos exemplos cuda sem privilégio de root, e o comportamento é similar a retorno abaixo, deixo neste post como contornar o problema:

$ optirun ./deviceQuery
./deviceQuery Starting...
 CUDA Device Query (Runtime API) version (CUDART static linking)
cudaGetDeviceCount returned 999
-> unknown error
Result = FAIL

Basta executar o comando na linha de comando e pronto!

$ modprobe --force-modversion nvidia-uvm

Em seguida, execute o exemplo novamente.

$ optirun ./deviceQuery
./deviceQuery Starting...
 CUDA Device Query (Runtime API) version (CUDART static linking)
Detected 1 CUDA Capable device(s)
Device 0: "GeForce GTX 1660 Ti"
  CUDA Driver Version / Runtime Version          11.0 / 10.2
  CUDA Capability Major/Minor version number:    7.5
  Total amount of global memory:                 5945 MBytes (6233391104 bytes)
  (24) Multiprocessors, ( 64) CUDA Cores/MP:     1536 CUDA Cores
  GPU Max Clock rate:                            1590 MHz (1.59 GHz)
  Memory Clock rate:                             6001 Mhz
  Memory Bus Width:                              192-bit
  L2 Cache Size:                                 1572864 bytes
  Maximum Texture Dimension Size (x,y,z)         1D=(131072), 2D=(131072, 65536), 3D=(16384, 16384, 16384)
  Maximum Layered 1D Texture Size, (num) layers  1D=(32768), 2048 layers
  Maximum Layered 2D Texture Size, (num) layers  2D=(32768, 32768), 2048 layers
  Total amount of constant memory:               65536 bytes
  Total amount of shared memory per block:       49152 bytes
  Total number of registers available per block: 65536
  Warp size:                                     32
  Maximum number of threads per multiprocessor:  1024
  Maximum number of threads per block:           1024
  Max dimension size of a thread block (x,y,z): (1024, 1024, 64)
  Max dimension size of a grid size    (x,y,z): (2147483647, 65535, 65535)
  Maximum memory pitch:                          2147483647 bytes
  Texture alignment:                             512 bytes
  Concurrent copy and kernel execution:          Yes with 3 copy engine(s)
  Run time limit on kernels:                     Yes
  Integrated GPU sharing Host Memory:            No
  Support host page-locked memory mapping:       Yes
  Alignment requirement for Surfaces:            Yes
  Device has ECC support:                        Disabled
  Device supports Unified Addressing (UVA):      Yes
  Device supports Compute Preemption:            Yes
  Supports Cooperative Kernel Launch:            Yes
  Supports MultiDevice Co-op Kernel Launch:      Yes
  Device PCI Domain ID / Bus ID / location ID:   0 / 1 / 0
  Compute Mode:
     

deviceQuery, CUDA Driver = CUDART, CUDA Driver Version = 11.0, CUDA Runtime Version = 10.2, NumDevs = 1
Result = PASS

GPT-3 : Aparentemente a inteligência mais avançada criada pelo homem.

Nas últimas semanas a OpenAI (organização sem fins lucrativos) anunciou ao mundo o desenvolvimento do GPT-3, um grande passo evolutivo no contexto da Inteligência Artificial (se você não ouviu falar, irá em breve e muito). Uma tecnologia de interpretação de linguagem pode gerar texto, músicas, literários e muito mais. Pois apresenta um modelo de rede neural baseado em autoaprendizado por bilhões de conexões.

Esta inteligência artificial embrionária, parece ser o futuro assustador para alguns e admirável para outros. Baseado na aprendizagem de linguagem, a tecnologia aprendeu não somente programar, aprendeu inglês utilizando o processamento de muitos terabytes de dados. Resumidamente aprendeu e dominou informações disponíveis na internet (música, html, inglês etc). Com apenas alguns parágrafos de amostragem, foi possível gerar um texto no estilo poeta modernista norte-americano Wallace Stevens.

O que me chamou a atenção é como a inteligência consegue lidar com a questão semântica em textos. A arquitetura não é novidade, e sim seu tamanho. Pois o BERT LARGE (modelo de NLP) da Google tinha 340 milhões de parâmetros, a GPT-3 tem 174 Bilhões de parâmetros.

Na minha opinião, esta tecnologia é genial, mas estamos superestimando as máquinas e subestimando nossa inteligência. Então não podemos deixar este fenômeno fazer os talentos desistirem de estudar e se dedicar. Pois isto acarreta a desistência de novos talentos na área, e só aumentará a escassez no mercado.

Escrever sistema/solução não é criar linhas de código, e sim entender a demanda, os requisitos, público-alvo entre outros. O principal objetivo foi criar uma inteligência artificiai que “sirva a humanidade em qualquer aspecto”. Logo, esta AI consegue produzir textos realistas sobre qualquer tema solicitado. Em testes reais, humanos foram enganados acreditando que o texto da AI foi escrito por humano. Mas isto não significa que um humano não elabora um texto superior.

O ser humano é muito mais que um ser vivo inteligente. É um ser criativo, sentimental, espiritual e outros. E nenhuma máquina vai me substituir tão fácil, o meu espírito competitivo não permite. Mas concordo que tecnologias como esta, será uma ferramenta impressionável (meu braço direito). Veja abaixo um exemplo da tecnologia em atuação:

Na minha particular opinião o GPT-3, é como o mouse e a interface gráfica criada pela Xerox, ou seja, será inspiração para uma nova era de produtos para AI.

Mais informações: https://openai.com/

nvidia-settings: ERROR: Could not load GLX/OpenGL functions

Se durante a execução, ocomando optirun com o nvidia-settings, o erro “Could not load GLX/OpenGL functions” for exibido, utilize como alternativa o comando como no exemplo abaixo:

$ optirun nvidia-settings
[VGL] ERROR: Could not load GLX/OpenGL functions
[VGL] /usr/lib64/libvglfaker.so: undefined symbol:
glXGetProcAddressARB

Insira o parâmetros -b none e -c :8 conforme o exemplo abaixo:

$ optirun -b none nvidia-settings -c :8

E teremos o resultado a seguir:

openSUSE 15.2 traz Inteligência Artificial nativo.

É com muito entusiasmo que anuncio o lançamento do sistema operacional openSUSE Leap 15.2 Muitas novidades está presente nesta versão pois é uma grande atualização é baseada no SUSE Linux Enterprise 15 SP2. Novos aplicativos e tecnologias estão disponíveis como Inteligência Artificial (IA), Machine Learning (ML) e Deep Learning (DL).

Tensorflow, PyTorch, ONNX, e outras ferramentas de análises visuais interativas estão disponíveis nesta versão. Também estś disponível o kernel Linux em tempo real para microprocessadores (utilizados em eventos críticos). Kubernetes, CRI e Cilium, que garantem a implantação eficientes de aplicativos em contêiner.

Agora que sou responsável pela iniciativa openSUSE INNOVATORS, conseguirei proporcionar ao projeto soluções com mais agilidade. Pois todos os recursos que precisamos para as soluções inovadoras, já se encontra nativamente na distribuição openSUSE Leap 15.2.

Houve aprimoramento de instalações autônomas com o Autônomas com o AutoYast. Software atualizados Kernel 5.3.18, GCC 9, GNU Health 3.6.4 (com recurso de rastreabilidade pandêmica COVID-19). OnionShare 2.2, VLC 3.0.7, Syncthing 1.3.4 e outros.

Anaconda no openSUSE

Neste post disponibilizo os caminhos das pedras para instalação do Conda na plataforma openSUSE.

Primeiramente efetute o download em https://www.anaconda.com/products/individual ou execute o comando a seguir:

$ wget https://repo.anaconda.com/archive/Anaconda3-2020.02-Linux-x86_64.sh

Agora atribua direitos de execução e execute o script a seguir:

$ chmod +x Anaconda3-2019.10-Linux-x86_64.sh
$ ./Anaconda3-2019.10-Linux-x86_64.sh

Agora pressione [ENTER] para continuar

Welcome to Anaconda3 2020.02
In order to continue the installation process, please review the license agreement.
Please, press ENTER to continue
>>>

Aceite o termo de licenciamento digitando “yes”

<code>A Python binding to the Networking and Cryptography library, a crypto library with the stated goal of improving usability, security and speed.</code>
Last updated February 25, 2020
Do you accept the license terms? [yes|no]
[no] &gt;&gt;&gt; <strong>yes</strong>

Ative o Conda com o comando abaixo:

$ source Anaconda/bin/activate

Agora inicie o Anaconda Navigator

[Path Anaconda]/bin/anaconda-navigator

Se o erro abaixo acontecer?

“UnboundLocalError: local variable ‘DISTRO_NAME’ referenced before assignment”

Basta utilizar o comando conda update andacond-navigator

$ conda update anaconda-navigator
Collecting package metadata (current_repodata.json): done
Solving environment: done
Package Plan
environment location: /dados/programas/anaconda
added / updated specs:
- anaconda-navigator
The following packages will be downloaded:
<code>package                     | build ----------------------------|----------------- </code>
<code>anaconda-navigator-1.9.12   | py37_1 4.4 MB </code>
<code>conda-4.8.3                 | py37_0 2.8 MB </code>
<code>conda-package-handling-1.6.1| py37h7b6447c_0 798 KB ---------------------------------------------- </code>
<code>Total: 8.0 MB</code>

The following packages will be UPDATED:
anaconda-navigator 1.9.12-py37_0 --&gt; 1.9.12-py37_1
conda 4.8.2-py37_0 --&gt; 4.8.3-py37_0
conda-package-han~ 1.6.0-py37h7b6447c_0 --&gt; 1.6.1-py37h7b6447c_0
Proceed ([y]/n)? y
Downloading and Extracting Packages
conda-4.8.3 | 2.8 MB | #################################################################################################################################################### | 100%
conda-package-handli | 798 KB | #################################################################################################################################################### | 100%
anaconda-navigator-1 | 4.4 MB | #################################################################################################################################################### | 100%
Preparing transaction: done
Verifying transaction: done
Executing transaction: done

Desinstalação:

A desinstalação acontece com a sequencia de comandos abaixo:

$ source [PATH Anaconda]/bin/activate
$ conda install anaconda-clean
$ anaconda-clean --yes
Backup directory: /home/cabelo/.anaconda_backup/2020-06-17T090502
$ rm -rf ~/Anaconda ~/.anaconda*
$ exit

E Pronto!

Black Lives Matter: Obrigado OITI

Esta homenagem da OITI TECHNOLOGIES foi muito emocionante, pois além de expor o espírito da empresa e do intangível reconhecimento, me fez refletir: “VALE A PENA!”. É notório o absurdo de racismo em pleno século XXI. Somos todos capazes de obter sucesso independente de raça e etnia.

É irracional todas as notícias racistas, além de diminuir a autoestima de muitas pessoas. Espero que este vídeo seja uma resposta ao mundo da Oiti para motivar as pessoas a propagarem o contexto de equidade racial, combatendo assim, o sentimento de inferioridade.

Um infinito obrigado OITI! #BlackLivesMatter


Anunciado oficialmente o projeto openSUSE INNOVATORS

O projeto openSUSE INNOVATORS é uma iniciativa para divulgar, promover e compartilhar projeto, artigos e notícias sobre projetos inovadores na plataforma openSUSE desenvolvido pela comunidade ou empresas.

Este projeto visa focar em projetos com tecnologia de realidade aumentada, inteligência artificial, visão computacional, robótica, assistentes virtuais e outras inovações tecnológicas em todas plataformas de hardware.

A iniciativa esta buscando colaboradores no mundo inteiro, cujo principal objetivo é exibir a força openSUSE em projeto de inovação.

Para mais informações, AQUI O LINK DO PROJETO, e o meu email para contato : cabelo@opensuse.org