You are currently browsing the category archive for the ‘Software’ category.

Harbour é um compilador 32/64-bit, compatível com a linguagem Clipper,  tendo como características principais ser software livre e multi-plataforma (MS-DOS, MS-WINDOWS, OS/2 e GNU/Linux). O Harbour converte os arquivos com extensão .PRG em .C, usando depois um compilador C para gerar os arquivos executáveis. Sua licença permite a criação de programas tanto de código aberto como de código fechado.

Acabo de disponibilizar os pacotes  rpm para diversas distribuições, abaixo os links individuais ou AQUI todos os pacotes.

OpenSuse 11.0
32 e 64 Bits
OpenSuse 11.1
32 e 64 Bits
OpenSuse 11.2
32 e 64 Bits
SLED/SLES
32 e 64 Bits
Red Hat 5
32 e 64 Bits
Mandriva 2009.1
32 e 64 Bits
Mandriva 2010
32 e 64 Bits
Fedora 10
32 e 64 Bits
Fedora 11
32 e 64 Bits
Fedora 12
32 e 64 Bits
CentSO 5
32 e 64 Bits

Seja livre, USE LINUX!

“O Stardict é um dicionário multilíngua escrito em GTK+2, disponível nas principais distribuições atuais. Ele é capaz de fazer tanto consultas on-line, como consultas off-line, bastante semelhante ao seu irmão proprietário, o Babylon. Os dicionários do Babylon podem ser utilizados no Stardic sem nenhum problema, mas é necessário converte-los, seguindo os passos descritos nesta dica.  fonte:http://www.guiadohardware.net”

Existem ínumeros documento sobre a utilização do Stardic no Linux, neste post direciono a instalação para a distribuição openSUSE.

Em primeiro lugar, efetue o download dos dicionários na página oficial do  Babylon (CLIQUE AQUI).

Se  preferir, utilize diretamente o maravilhoso wget:

$ wget http://info.babylon.com/glossaries/38C/Babylon_English_Portuguese.BGL
$ wget http://info.babylon.com/glossaries/4EA/Babylon_Portuguese_English_dic.BGL

Instale o dictconv clicando no link a seguir:

Dictconv OpenSuse
32 e 64 Bits

Descompacte o  arquivo  .BGL

$ unzip Babylon_English_Portuguese.BGL
$ unzip Babylon_Portuguese_English_dic.BGL

Execute os  comando  a  seguir:

$ dictconv -o Babylon_Portuguese_English_dic.dic Babylon_Portuguese_English_dic.BGL
$ dictconv -o Babylon_English_Portuguese.dic Babylon_English_Portuguese.BGL
$ /usr/lib64/stardict-tools/tabfile Babylon_English_Portuguese_linux.dic
$ /usr/lib64/stardict-tools/tabfile Babylon_Portuguese_English_linux.dic

Instale o Stardic:

Stardic OpenSuse
32 e 64 Bits

Para finalizar, copie os dicionarios para a pasta de trabalho do Stardic:

$ cp  *.dict.dz  ~/.stardict/dic
$ cp  *.i*  ~/.stardict/dic

OBS: Se o Stardic congelar na inicialização, o problema pode estar relacionado ao espeak. Neste caso, basta remover o  plugin.

# cd /usr/lib64/stardict/plugins
# mv stardict_espeak.so stardict_espeak.so.original

Empacotei e disponibilizei o jogo Emilia Pinball no repositório OpenSuse, agora você não precisa mais guardar suas moedinhas para gastar no fliperama (do tipo pinball)  heheheh. Emilia Pinball é o nome jogo criado em código livre. No site do desenvolvedor, você pode ainda fazer o download de outras pistas, efeitos sonoros e gráficos, para tornar seu jogo mais interessante. Os comandos são simples, pois envolvem apenas o lançamento das bolinhas e o controle de duas ou mais paletas. Embora as teclas padrão sejam interessantes, há a possibildiade de mudança no próprio painel de configurações do programa.

OpenSuse 11.0
32 e 64 Bits
OpenSuse 11.1
32 e 64 Bits
OpenSuse 11.2
32 e 64 Bits
openSUSE Factory
32 e 64 Bits

Se você deseja utilizar a biblioteca ARToolKitPlus no GCC 4.4, uma das alternativas é obter a versão 2.1.3 da biblioteca. Esta versão já foi portada para o compilador  gcc 4.4. A seguir o link  para download seguido da receita de bolo para compilação.

$ wget http://edge.launchpad.net/artoolkitplus/2.1.x/2.1.3/+download/ARToolkitPlus-2.1.3.tar.gz
$ tar -zxvf ../ARToolkitPlus-2.1.3.tar.gz
$ cd ARToolkitPlus-2.1.3/
$ scons

Mais informações AQUI!

Ontem terminei de compilar o jogo Levelhead no OpenSuse 11.2, os principais obstáculos foi ajustar o fonte de algumas libs para o GCC  4.4 (ARToolKitPlus e outras). No final deu tudo certo.

Para efeito de informação, Levelhead é um inovador e fantástico jogo, criado pelo designer e programador Julian Oliver. O jogo open source é baseado em um cubo real que utiliza recurso da tecnologia de realidade aumentada para reproduzir o cubo virtual no monitor. É um novo conceito: print e play!

Um  tutorial completo no Viva O Linux.

Deixo neste post a minhas anotações criadas ao instalar o banco postgresql no OpenSuse  11.2. Siga as instruções a seguir após  instalar o banco via RPM, source ou YAST.

# rcpostgresql stop
# su - postgres
$$  psql -U postgres template1
em vindo ao psql 8.2.4, o terminal iterativo do PostgreSQL.

Digite:  \copyright para mostrar termos de distribuição
 \h para ajuda com comandos SQL
 \? para ajuda com comandos do psql
 \g ou terminar com ponto-e-vírgula para executar a consulta
 \q para sair

template1=# alter user postgres with encrypted password 'NOVA-SENHA';
ALTER ROLE
template1=# \q

Alterar o conteúdo do arquivp pg_hba.conf conforme o exemplo abaixo:

/var/lib/pgsql/data/pg_hba.conf
local   all         all                               password
host    all         all         127.0.0.1/32          password
host    all         all         ::1/128               password

tcpip_socket = true
listen_addresses = '*'

Criando usuário:

$ createuser -U postgres -W -P
Digite o nome da role a ser adicionada: cabelo
Digite a senha para a nova role:
Digite-a novamente:
A nova role podera criar um super-usuario? (s/n) n
A nova role podera criar bancos de dados? (s/n) s
A nova role podera criar novas roles? (s/n) n
Senha:
CREATE ROLE

Criando e apagando um banco de dados.

$createdb BANCO-VOL
Senha:
$dropdb BANCO-VOL
Senha:

Criando uma tabela;

$ psql FACIAL
Bem vindo ao psql 8.2.4, o terminal iterativo do PostgreSQL.

Digite:  \copyright para mostrar termos de distribuição
 \h para ajuda com comandos SQL
 \? para ajuda com comandos do psql
 \g ou terminar com ponto-e-vírgula para executar a consulta
 \q para sair

FACIAL=>  CREATE TABLE usuarios (
FACIAL(> registro int primary key NOT NULL,
FACIAL(> nome varchar(60) NOT NULL,
FACIAL(>  dt_cadastro timestamp,
FACIAL(> dt_acesso timestamp,
FACIAL(> aviso varchar(256),
FACIAL(> depto varchar(30),
FACIAL(> cargo varchar(30),
FACIAL(> chamar varchar(30),
FACIAL(> novofir varchar(1),
FACIAL(> alterarfoto varchar(1),
FACIAL(> empresa varchar(30),
FACIAL(> documento varchar(20),
FACIAL(> endereco varchar(60),
FACIAL(> cidade varchar(30),
FACIAL(> estado varchar(2),
FACIAL(> tipo_doc varchar(10)
FACIAL(> );
NOTA:  CREATE TABLE / PRIMARY KEY criara i­ndice impli­cito "usuarios_pkey" na tabela "usuarios"
CREATE TABLE
FACIAL=>  \q

Alterando  uma  tabela:

$ psql FACIAL
Bem vindo ao psql 8.2.4, o terminal iterativo do PostgreSQL.

Digite:  \copyright para mostrar termos de distribuição
 \h para ajuda com comandos SQL
 \? para ajuda com comandos do psql
 \g ou terminar com ponto-e-vírgula para executar a consulta
 \q para sair

FACIAL=> ALTER TABLE usuarios ADD COLUMN foto OID;
FACIAL=> ALTER TABLE usuarios ADD COLUMN fir OID;
ALTER TABLE usuarios ALTER  tipo_doc TYPE VARCHAR(15);
 alter table acesso add sequencia int primary key DEFAULT NEXTVAL('acesso_seq')

ALTER TABLE
FACIAL=> \q;

Backup e restore:

$ pg_dump -Ftob FACIAL > FACIAL.tar
$ pg_restore -d FACIAL FACIAL.tar

Inserindo auto-incremento na  tabela:

CREATE SEQUENCE sq;
CREATE TABLE t_test( id INTEGER PRIMARY KEY DEFAULT NEXTVAL('sq'), name VARCHAR(10) );
INSERT INTO t_test(name)
 VALUES ('Andrew');
INSERT INTO t_test(name)
 VALUES ('Gordon');
SELECT * FROM t_test;

Por enquanto é só, até o próximo post.

Como mencionei anteriormente, a biblioteca haircapture foi criada para facilitar o manuseio com dispositivos de vídeo captura em C++ sem a necessidade de magia negra e sacrificio de virgens.

Instalação a partir do código  fonte:

$ wget http://downloads.sourceforge.net/project/lhaircapture/hairCAPTURE-src/
hairCAPTURE-src-2.0.0-RC1/libHairCapture-2.0.0-RC1.tar.gz

$ tar -zxvf  libHairCapture-2.0.0-RC1.tar.gz

ou

$ svn co https://lhaircapture.svn.sourceforge.net/
svnroot/lhaircapture libHairCapture-2.0.0  

Descompacte o pacote (se necessario) e utilize o comando ./configure, make e make install.
$ cd libHairCapture-2.0.0
$ ./configure
$ make
$ sudo make install

Acabo de disponibilizar os pacotes RPM para o Fedora e OpenSuse.
Fedora 10

Fedora 11

Fedora 12

OpenSuse 11.0

OpenSuse 11.1

OpenSuse 11.2

A criação de mapas mentais envolve o uso de marcadores, anexos e imagens. Assim deixando as idéias claras e bem organizadas. Fica neste post, programa XMIND (versão, Windows, Linux e Mac) como minha sugetão. Veja a seguir o  resultado do produzido pelo software.

Para as  pessoas que encontraram  dificuldades ao instalar o Lightning no Thunderbird 3 versão 64 bits na distribuição OpenSuse 11.2 e outras, a seguir, alguns links alternativos  para download do complemento.

http://www.netitec.com.br/alessandro/download/lightning-x86_64..xpi
http://pasdenom.info/xpi/lightning.xpi

Vejam alguns screenshots:

Saudades da sua infância? Que tal aproveitar um pouco do seu tempo livre para relembrar o gostinho de jogar Atari?  Para quem não sabe,  o Atari 2600 foi lançado em 1978 nos Estados Unidos e cinco anos depois chegou ao Brasil  em 1983.

Se você ainda não tinha nascido na década de 80, é provável que conheça o Atari apenas por meio de fotos na internet. O precursor dos videogames é tão antigo que é anterior até mesmo à popularização da rede mundial. Encontrar um console em boas condições é tarefa quase impossível, mas pelo menos dá para conhecer os games velhos com o Stella.

O videogame de 2ª geração – para se ter uma ideia, o PS3 integra a 7ª – possuía uma quantidade de títulos impressionante que você pode testar no Stella. Tudo o que você tem a fazer é vasculhar a web atrás dos chamados ROMs.

Emulador de Atari

Pitfall, River Raid e o conhecido Pac-Man são três das centenas de títulos de sucesso do Atari. Todos os jogos têm gráficos e efeitos sonoros limitadíssimos se comparados aos games atuais, mas oferecem diversão de sobra. O Stella reproduz com fidelidade os jogos para você matar a saudade ou conhecer o passado.

O Stella inclui um menu de configuração cheio de opções para você adaptar os jogos ao seu estilo. Se o que você quer é diversão, não precisa mudar nada. Abra o Stella, acesse a lista de jogos e prepare-se para voltar ao tempo dos controles com apenas um botão.

Publiquei  no  Viva O Linux, um  artigo explicando sobre o  projeto, confira AQUI. Para  instalar no OpenSuse 11.1, basta clicar  no  link a seguir:

install

Arquivo

Statísticas

  • 613.312 Acessos

ATENÇÃO!

 °v° USE A FORÇA,
/(_)\ LEIA OS FONTES !
 ^ ^

openSUSE 11.4